top of page

2ª fase dos Exames Nacionais: 5 dicas de preparação

A primeira fase dos Exames Nacionais já terminou mas, se por algum motivo não correu como desejavas, lembra-te que a segunda pode ser uma solução. Muitos estudantes interpretam a segunda fase dos Exames como um indício de que falharam completamente na primeira. Um raciocínio errado.


Repara: só se falha mesmo quando não se tenta. Se realizaste o Exame da primeira fase, isso significa que tentaste. Portanto, não falhaste. Há inúmeros motivos que podem ter feito com que o exame não corresse tão bem. Não podes desistir!


A pensar nisso, separámos cinco dicas que te podem ajudar. Continua a ler para descobrires quais são!


1. Refaz o Exame da primeira fase


Consideramos que esta dica é super importante. Agora que já percebeste como é que funciona um Exame Nacional e até já fizeste um, refá-lo. Consulta os critérios de correção e identifica o que é que não fizeste na primeira fase ou que te fez perder pontos.


2. Analisa os teus erros


Alguns filósofos consideram que o erro é o motor do progresso. Torna esta tese tua aliada nesta preparação para a segunda fase dos Exames. Coloca-te no lugar de corretor e avalia as tuas próprias respostas.

Para ser mais fácil, uma vez que talvez já não te lembres do que respondeste no Exame, pede a tua prova nos serviços administrativos da escola onde realizaste os exames .


Se tiveres essa oportunidade, analisa as tuas respostas com um professor, por exemplo. É mesmo importante que percebas aquilo que tens de melhorar!


3. Revê apenas a teoria onde tens mais dificuldades


À partida, grande parte do teu estudo para o Exame Nacional foi feito antes da primeira fase do Exame. Assim, a parte mais difícil já deverá estar feita. Agora, deves tentar perceber onde é que sentiste mais dificuldade e rever essa parte da teoria.


Se te sentires mais confortável, podes rever toda a matéria, mas dá sempre prioridade aos conteúdos onde não te sentes tão à vontade.


Faz a ti mesm@ a seguinte questão: que conteúdos é que eu não gostava que saíssem no Exame Nacional? Aquilo que responderes a esta questão é o que deves priorizar no teu estudo.



4. Dedica-te às tipologias de exercícios onde erraste


Como salientámos acima, deves agora priorizar aquilo onde erraste e isso passa também pelas tipologias de exercícios.


Por norma, é muito mais vantajoso resolveres menos exercícios dos que que consideras serem mais difíceis do que fazer inúmeros exames completos ou com exercícios onde estás mais confortável.


Fizeste, por exemplo, Exame de História e erraste a cronologia? Então, aproveita estas semanas entre fases para fazer alguns exercícios apenas de ordenação cronológica. Este raciocínio pode ser aplicado a qualquer disciplina.


5. Descansa entre fases


Esta é a nossa última dica, mas talvez a mais importante. Como dissemos, a parte mais complexa do teu estudo está feita. Estas semanas entre fases servem apenas para perceberes o que falhou e melhorares.


Assim, é mesmo muito importante que consigas descansar! Pensa que te preparaste o melhor que podias para as condições que te foram impostas e que, agora, apenas vais demonstrar o bom trabalho que tens vindo a desenvolver. Nada mais.


Um Exame Nacional não é mais do que um teste, por isso não te pressiones em demasia. Além disso, até já fizeste a primeira fase, portanto, já sabes como tudo funciona.


Bom estudo e não te esqueças: o mais importante é que dês o teu melhor.


Alguma dúvida, não hesites em contactar-nos!


1.393 visualizações

Comments


Artigos Recentes

bottom of page